fotografia

11 dicas VALIOSAS para fotografar crianças

sábado, setembro 10, 2016


Crianças na fotografia é garantia de fofura, de foto linda e muito curtida. Quem gosta desse tipo de fotografia, quase sempre se decepciona na hora de fotografar no início, pois quando chega na prática, nem sempre a criança fica na pose que você quer. E aí, todas aquelas inspirações de fotos lindas que você viu no Pinterest não valem de nada. Se você não tiver um bom jogo de cintura na hora, sua tarde de fotos vai por água a baixo.
Como eu tenho muitos primos, todos mais novos que eu, já consegui identificar alguns erros que a gente comete na hora de fotografar os pequenos e vim contar aqui, porque sou muito legalzinha.
  1. Procure saber do que a criança gosta de brincar, se gosta de jogar bola, de pintar, de assistir TV, etc. E insira ela em seu próprio universo. Existem brincadeiras e atividades genéricas, que (quase) toda criança vai amar fazer: ir à um parquinho, uma tarde de piscina, pintar a cara, brincar com bolhas de sabão, etc. Mas, você pode inovar trazendo acessórios que tenham a ver com os desenhos favoritos dela, se ela gosta de sorvete, traga um sorvete.
  2. Não tire a criança da vista. Se você se distrair olhando as fotos que já tirou ou prestando atenção em qualquer coisa que não seja a criança, ela vai fazer uma graça e você vai perder, não tem como fazer de novo. Se preocupe com o resultado das fotos depois, se você ficar sempre atento à criança, as chances de ter muita foto legal são bem maiores.
  3. Não tente fazer pose. "Dá um sorriso", "põe a mão na cintura" e pedidos do tipo não funcionam 90% das vezes, pois quando você pede algo do tipo, ela não age naturalmente, e a pose acaba ficando muito robótica. O ideal é contar piada, falar sobre "pum", sobre alguém que caiu, ou coisas do tipo, que geralmente as crianças caem na gargalhada quando ouvem e aí te rende uma foto muito mais espontânea e bonita.
  4. Para crianças de até 2 anos, simplesmente cantar Parabéns para você basta para ela bater palmas, sorrir e ficar linda nas fotos.
  5. Fotografe na altura das crianças. Isso mesmo, vai ter que ajoelhar, deitar no chão, se sujar. Fotografar uma criança de cima para baixo nem sempre dá um resultado legal. Quando você fica da mesma altura que a criança, a foto passa uma sensação muito gostosa para o apreciador, como se estivesse enxergando o mundo com os olhos de criança.
  6. Sempre que der, proteja sua câmera. Já falei aqui para brincar na piscina, com tinta, com bolha de sabão. Pois é, fotografar criança quase sempre envolve sujeira e água, e tudo isso pode comprometer seu equipamento. Tome bastante cuidado, para não se estressar depois.
  7. Esteja disposto, feliz e inspirado no dia das fotos. Fotografar criança exige muita energia e felicidade. Se você estiver com cara emburrada, não tiver paciência para lidar com crianças, não vai rolar. Vai ter que pular, se movimentar bem rápido para não perder as caras e bocas que elas fazem, vai ter que levantar, ajoelhar, abaixar, o tempo inteiro sem parar. E o mais importante: vai ter que fazer a criança gostar de você e se sentir livre para se expressar.
  8. Fotografe a criança em sua essência. No dia que tirei as fotos abaixo, uma das minhas priminhas se emburrou do nada e fechou a cara, então eu fotografei ela sentada na guia com cara de chateada. Isso é criar lembranças, isso é fotografar. 
  9. Provoque momentos legais. Nessa primeira foto abaixo, eu pedi para meus priminhos irem até á árvore, no meio do caminho chamei o nome dos dois e eles viraram. Você pode usar isso, por exemplo, para eles pularem, pedir para brincarem de pega-pega, esconde-esconde, ciranda e etc. e no meio da brincadeira, chamar o nome deles, para eles olharem para foto.
  10. Brinque com a imaginação da criança. Em um dos momentos, pedi para meu priminho imaginar que ele era um avião, e isso me rendeu um dos melhores cliques desse ensaio. Usa sua criatividade, você pode pedir pra eles imaginarem que são: carros, trens, motos, barcos, aviões, árvores, casas... 
  11. Leve algo para comer, água e saiba que quem decide o fim do ensaio são as crianças, pois tudo depende do nível de cansaço delas. Uma hora elas não querem mais saber de câmeras, elas querem se limpar, comer e dormir, respeite isso e não force a barra, pois além de ficar chato para você, é capaz de ela nunca mais querer posar para sua lente.

Pedi para a Helo e o João (ambos com 3 anos e meio) caminharem até a árvore, compus a foto e depois chamei pelo nome deles para que eles olhassem para a câmera.

Sentei a Sophia (2 anos) na posição que eu queria, em cima do muro, depois comecei a cantar musiquinhas infantis para fotografar a reação dela durante as músicas.

Deitei a Helo na grama, e falei coisas engraçadas pra ela.



Sujamos a Sophia de tinta e falamos para ela sujar as outras crianças.

Sophia sujando a Helo de tinta.

Já no final da sessão de fotos, enquanto a Sophia caminhava para a saída, chamei pelo nome dela para fotografar este retrato.

Pedi para o João imaginar que ele é um avião.

A Helo se emburrou no final da sessão de fotos e sentou na guia, sem que ela percebesse eu me posicionei e chamei seu nome, rendeu este clique.

Como a Sophia está muito acostumada com câmeras, eu apenas pedi para ela amassar a bochecha e ela fez.

Gostaram das dicas? Comentem aqui em baixo se você tem algo a acrescentar ou se esse post te ajudou de alguma forma.
Se você quer conferir meu portfólio fotográfico, é só acessar www.camilacassiano.com e se quiser um orçamento, mande um e-mail para contato@camilacassiano.com.

You Might Also Like

0 comentários

Não esquece de deixar seu comentário, tá? Ele me anima a escrever mais e mais!

meus posts no seu e-mail

Seguidores no Google+